Outubro com Noites Bruxólicas

Um feriadão de dia Das Crianças com uma sexta-feira 13, muita música, projeções e oficinas são os ingredientes no caldeirão do Congresso Bruxólico!

Acompanhe a cobertura completa em https://www.flickr.com/photos/acenalivre
Fotos por: Jeferson Kikonaga – Cena Livre

Para abrigar todo essa bruxaria, o local escolhido dessa vez foi maior. Um parque aquático em Joinville, , no litoral norte de Santa Catarina, onde aconteceu a quinta edição do Festival Congresso Bruxólico entre os dias 12, 13, 14 e 15 de outubro. O festival é produzido de forma independente e para conectar arte, público e artistas, próximo da natureza, envolve mais de 60 colaboradores.

A gente é recepcionado com um pessoal animado na portaria e um zine para não perder nada das programações. Com diversos espaço para acampar a ideia é que todos se sintam em casa, em uma comunidade. E que respeitem também o ambiente, cuidando com lixo e bitucas . Lixeiras, bituqueiras, tudo bem orientado e sinalizado. Uma cozinha comunitária dava suporte para quem quisesse preparar a própria comida, mas bar e cozinha funcionaram durante todo o fim de semana, com café da manhã, almoço, opções de lanches e caldinho na noite. Tudo feito com muito carinho e pensando na energia para todos curtiram ao máximo o festival. Ah claro, que com opção sem carne também.

A música independente autoral é o ingrediente principal, foram 24 bandas, de oito estados do Brasil e da Argentina. Influencia forte do rock, psicodelia, arranjos, experimentações, uma seleção fina da nova música independente brasileira. No fim da noite a discotecagem assumia o embalo da madrugada dos mas animados.

Além dessa boa música toda o mantra dessa vez era “o rolê começa cedo!” A gente acorda no festival e já tem cinema rolando. Uma sequência de curtas e longas com a temática da Terra e dos Povos Indígenas. Também teve oficinas que trabalham o corpo e a mente, junto com a natureza.
      

 

 

 

 

 

 

 

Cobertura completa!

Por Susana Lima.