Mais Projetos Culturais para Rio do Sul

Resultado final dos contemplados no Prêmio Nodgi Pellizzetti

Desde que foi instituído por lei, em 2015, o Prêmio Nodgi Pellizzetti, através do Fundo Municipal de Cultura de Rio do Sul, financiou 49 projetos em diversas áreas artísticas e culturais, entre eles o próprio Cena Livre. Mais 22 projetos acabam de ser divulgados e garantem mais cultura para Rio do Sul em 2018. A população sente os impactos positivos desse tipo de investimento na cidade e Rio do Sul se destaca nas políticas públicas de cultura desenvolvidas no município, tornando a cidade referência no país quando o assunto é políticas culturais.
Abertura envelopes de projetos inscritos.
A terceira edição do Prêmio contou com pouco mais de R$314.000,000 (trezentos e catorze mil reais) para financiar projetos nas áreas de artes cênicas; artes visuais, design e moda; formação em cultura, intercâmbio e residências; livros, leitura e literatura; música; patrimônio imaterial e identidade; patrimônio material e memória; e audiovisual e comunicação em cultura. Foram 84 projetos inscritos, sendo 69 habilitados (82%) e 15 (18%) inabilitados.
As inscrições foram abertas dia 3 de julho e, após prorrogação, terminaram dia 14 de agosto. O resultado final com a lista dos projetos aprovados foi divulgado nessa terça, dia 29. Foram 22 projetos contemplados e a lista completa está disponível AQUI, no site do Sistema Municipal de Cultura de Rio do Sul.

Este ano o Ateliê contou com a parceria da Gestalt Coworking, que disponibilizou o local para os encontros que ocorreram entre os dias 12 de julho e 2 de agosto de 2017. Em ambas as edições a iniciativa contou com o apoio da Fundação Cultural de Rio do Sul que cedeu cadeiras, projetor e tela de projeção para a realização dos encontros.

 

 

 

 

 

 

Além das leituras dirigidas e oficinas de elaboração oferecidas pela Fundação Cultural de Rio do Sul, outra iniciativa para capacitar os proponentes foi o Ateliê de Projetos Culturais – Prêmio Nodgi Pellizzetti. A ideia surgiu em 2016 quando o coletivo Oca Cultural, de Rio do Sul, realizou a primeira edição do projeto, reunindo semanalmente pessoas interessadas em elaborar propostas, compartilhar experiências, metodologias e tirar dúvidas sobre elaboração de projetos e o prêmio.

 

Por Stéfano Fonseca.